6 de fev de 2012

MINISÉRIES COM OS PERSONAGENS DE WATCHMEN

Após o anúncio de Before Watchmen, começaram a rolar entrevistas com os roteiristas das sete minisséries que compõem o projeto, dando alguma luz sobre os prelúdios. Inclusive com Alan Moore, escritor da série original.

O primeiramente, cada mini se passará em períodos históricos diferentes.

Antes de Watchmen Antes de Watchmen Antes de Watchmen Antes de Watchmen
  • Minutemen (4 Edições), escrita e desenhada por Darwyn Cooke com a equipe original de heróis que está desmantelada na série original, vai se passar nas décadas de 1940 e 1950.
  • Espectral (6 Edições), também escrita por Cooke e com desenhos de Amanda Conner, acontece nos anos 1960, e mostrará a Espectral independente, lidando sozinha com seus problemas, um período breve em que ela se torna adulta, além de tratar da Espectral original, mãe de Laurie, e em como a filha explora o legado.
  • J.M. Straczynski ficará a cargo da minissérie do Coruja (4 Edições), com Andy e Joe Kubert nos desenhos, que vai tratar de Dan Dreiberg, o herói que volta à ativa na equipe original, embora a versão pregressa do herói também apareça, mostrando como Dan tornou-se o Coruja, que circunstâncias levaram ele, ainda criança, a procurar o primeiro Coruja com o objetivo de tornar-se herói... a estrada que o trouxe até ali, e aonde ela o levou ao assumir o papel. Também mostra como começou a amizade com Rorschach, como foi quando eles trabalhavam juntos, e porque deu errado... tendo como pano de fundo uma série de assassinatos nos quais eles estão trabalhando.
  • Quanto à minissérie do Dr. Manhattan (4 Edições), , com textos de Straczynski e desenhos de Adam Hughes vai entrar mais a fundo na vida do cientista Jon Osterman. Imaginando como alguém tão brilhante e preciso como Jon pudesse simplesmente entrar na câmara de campo intrínseco enquanto o relógio fechava a porta. Ele seria mais esperto. Mas já que isso aconteceu, agora você tem que perguntar: 'Ok, sendo assim, como foi que aconteceu? Tem alguma coisa que não sabemos? Ou, mais importante, tem alguma coisa que ele não sabia?'.
  • Len Wein, Editor da série original, será o responsável por The Curse of the Black Corsair, juntamente com John Higgins, colorista da série original, história secundária que atravessa todas as minisséries do projeto, está criando um novo personagem - não é o mesmo pirata dos Contos do Cargueiro Negro, narrativa secundária da série original (que virou até animação na época do filme).
  • Brian Azzarello, ficou responsável pelas minisséries de Rorschach (4 Edições), e do Comediante (6 Edições), é tradicionalmente lacônico. Não fala nada sobre as HQs, limitandos-e a dizer que "a reação instintiva ao projeto é 'por quê?'. Mas quando as séries saírem mesmo, a resposta vai ser: 'Ah, por isso.'
  • Ozymandis (6 Edições), terá como escritor Len Wein e como artista Jae Lee.
Antes de Watchmen Antes de Watchmen Antes de Watchmen Antes de Watchmen

DC também publicará Before Watchmen: Epilogue, uma revista única com artes e roteiros de vários artista da editora.



Quanto à coordenação entre as minisséries e o propósito maior do projeto, apenas Len Wein e J.M. Straczynski falaram. Wein diz: "Vamos preencher um monte de espaços em branco numa história que, até certa medida, já foi contada. Ficaram vários buracos nas histórias dos personagens de Watchmen, e fatos mencionados só de passagem ou abordados brevemente na original. Vamos preencher estes buracos da forma mais criativa que pudermos." E Straczynski diz que houve uma reunião e vários refinamentos coordenados via internet entre os envolvidos para respeitar a cronologia da minissérie original e a cronologia interna aos prelúdios. "Tendo quatro roteiristas, cada um fazendo duas histórias, passadas em épocas diferentes do universo de Watchmen, com personagens diferentes, mais cedo ou mais tarde a integridade das minisséries ficaria comprometida. Ao invés disso, nos foi permitido contar a história de cada herói individualmente. Já reclamei anteriormente que nestas sagas de quadrinhos, os personagens ou títulos geralmente são sacrificados em relação aos interesses da saga; aqui, a DC virou a fórmula de cabeça para baixo e deixou que a saga servisse a cada personagem."



Sobre as críticas ao projeto - que vem desde quando ele era boato, e que inclui Alan Moore entre os críticos -, Straczynski acredita que Moore não tem direito de impedir que autores façam novas histórias com personagens que ele criou. "Nem Alan nem ninguém chegou alguma vez a sugerir que apenas Shuster e Siegel poderiam escrever histórias do Superman. Alan também não negou escrever Monstro do Pântano, personagem marcante criado por Len Wein, e fez um serviço fantástico. Ele não disse: 'Não, não, não posso, o personagem é do Len.' E nem devia."



Por fim, o roteirista espera que um dia ele e seus comparsas de Before Watchmen tenham alguma benção de Moore.
Procurado pelo New York Times, o próprio Moore limitou-se a repetir que não gosta da ideia e que "tendo a levar esta última notícia como a confirmação de que eles [a DC] ainda dependem de idéias que eu tive 25 anos atrás."



Questionado se pretende abrir um processo contra a DC - que, apesar de Moore reclamar de "contratos draconianos", tem todos os direitos sobre Watchmen -, o barbudo britânico diz que não. "Não quero dinheiro. Só quero que isso não aconteça. (...) Até onde seu sei, não existe nem prelúdio nem continuação de Moby Dick."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...