5 de abr de 2013

MORRE ARTISTA QUE RECRIOU O FLASH

Um dos maiores desenhistas que passou pela DC Comics, morreu nesta quinta-feira, dia 4 de abril, Carmine Infantino.

Quem confirmou a informação foi outro quadrinista, o George Pérez, pelo Facebook.

O desenhista, de 87 anos, começou nos quadrinhos nos anos 40 e na década seguinte ele foi escolhido pela DC Comics para, ao lado dos roteiristas Robert Kanigher e John Broome, recriar o Flash, um antigo herói dos anos 40. O resultado foi tão bom que não só o novo Flash fez sucesso, como também acabou por reinventar os quadrinhos como gênero.

Ele também desenhou a clássica HQ Flash de Dois Mundos, que promoveu o primeiro encontro entre Barry Allen, o Flash daqueles tempos, com Jay Garrick, o original.

Era o surgimento da Terra-2 e do Multiverso DC.

Depois, Infantino teve uma grande fase em Detective Comics, desenhando o Batman, apresentou a versão moderna da Batgirl e foi co-criador do Desafiador e de Adam Strange. Depois foi promovido a diretor de arte da DC e, depois a Publisher da editora. Na Marvel, ele desenhou o primeiro crossover entre Marvel e DC, em 1976, com Homem-Aranha e Superman, além de várias HQs da Mulher-Aranha e do Nova. Os últimos trabalhos de Infantino foram na DC, incluindo gibis do Flash, nos anos 80. 

Em 2004, Infantino processou a DC pelos direitos dos personagens que criou quando era freelancer, como Wally West, Capitão Boomerang, Batgirl e Gorila Grodd, entre outros. Por não ser um empregado registrado, ele teria direito de receber por qualquer publicação envolvendo os personagens. 

Ao que parece, não houve uma decisão final antes da morte do quadrinista. 

Não foi divulgada, ainda, a causa de sua morte.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...